CEAM em dados..!!

18 comentários

  1. Ricardo augusto oliveira da silva

    Esta postagem foi de extrema utilidade, para um trabalho que hora estou fazendo.

  2. Claudio O. dos Santos

    Ôla a todos, meu nome é Cláudio, aluno de sociologia…bem antes de mais nada quero parabenizer pela pagina e o conteúdo de informações prestadas, acredito eu que por esta razão a Faculdade nos orientou por meio desta pagina a fazer um esplelheamento em meu munícipio.

    O que eu gostaria de perguntar é em relação ao dados de formação escolar, sendo que segundo dados apresentados em sua maior parte as vítimas tem niveis escolares avançados.
    Sendo assim, o fato desses dados serem maiores é por que estas vitimas não se calam?

  3. ESSA SITUAÇÃO DE VIOLENCIA DOMESTICA CONTRA A MULHER PRECISA PARAR. ELAS SÃO EM SUA MAIORIA SERES HUMANOS FRACOS. CASOU OU AMIGOU É PRECISO TER COMPAIXÃO COM A ESPOSA.

    • nada justifica a violência contra mulher mas a maior parte dos casos é motivado por ciúmes e traição e os dados são entre 18 e 35 anos, se as mulheres respeitassem mais aqueles com quem elas estão acredito q diminuiria a violência.

      • Misericórdia! O contrário não acontece não? O número de traição por parte dos homens é menor? E eles são assassinados por isso????

        • Infelizmente ainda se verifica a cultura do machismo. Qual seria a causa do ciúme? A infidelidade masculina, sem sombra de dúvida. Mas também, o homem usa do ciúme para controlar e ter a mulher como “objeto” seu. Vergonhoso acreditarmos que um ciúme possa justificar a violência contra a mulher.

      • maria Eliana da silva coelho

        Uma opinião machista, mulher não é propriedade do homem, se ela não te respeita, respeite-se você, case com outra, quando o homem trai, não é falta de respeito é garanhão! o mesmo eu digo pra mulher, ame-se, se vc não está feliz, não brigue, não xingue, sai de forma tranquila desse relacionamento, violência gera violência… Não se cale, busque ajuda!

  4. Esta lamentável realidade não é muito diferente do que ocorre no Brasil. O importante é divulgar e conscientizar autoridades, educadores a introduzir desde a formação básica a educação e respeito as mulheres. Parece claro que no Brasil este fenômeno é reflexo da fraca educação recebida.
    O agressor daqui a 15 – 20 anos, esta hoje sentado na classe do ensino fundamental.

  5. Jonathan do Carmo Roberto

    Olá, queria saber se estes dados, os números apresentados são apenas de pessoas que denunciaram as agressões, ou seja, fizeram a pesquisa com apenas as denuncias no ceam, não uma pesquisa geral?

  6. Pedro leite de aquino neto Aquino

    Boa tarde, isso ocorre onde leis não são obedecidas, há uma necessidade que sejam cumpridas caso o contrario não tem como criar leis.

  7. Por gentileza, alguém pode me informar para e como mando este trabalho relativo a uma comparação da violência contra mulher?

  8. LUIZ COLLINS B PINHEIRO

    ola boa tarde
    Parabéns pela divulgação dos dados e senti falta de dados que para ter uma base na questão racial se faz necessário. Os dados que necessito são:
    A proporção dos indivíduos por etnias ou cor da pele
    A população feminina, com proporções

  9. Gostaria de achar dados semelhantes do Espírito Santo. Se alguém puder mandar um site ou qualquer outra informação pra mim, fico agradecido.

  10. Boa noite, como é triste perceber que ainda no seculo XXI, a mulher e violentada de varias formas, por seus maridos, namorados, vizinhos, patroes e até mesmo parentes próximos, urge a necessidade de difundir o respeito mutuo e a empatia para com as mulheres.

  11. precisamos agir pra que essa realidade um dia seja mudada. acredito que a educacao e a informacao sao indispensaveis, mas os ensinamentos do Mestre Jesus nao podem ser esquecidos. Tenho certeza que se a humanidade seguisse os principios Cristaos, as coisas nao teriam chegado a esse ponto!

  12. Bom dia,

    Assim como alguns aqui nos comentários estou realizando um trabalho acadêmico. Parabenizo o site, mas é importante pontuar que os gráficos apresentados induzem ao erro e isso prejudica a interpretação e transparece falta de seriedade.

    As proporções em “Mora com o agressor” e “Formação” não estão corretas, e os dados seriam necessários em “Violência mais relatada” e “Estado Civil”.

  13. CESAR AUGUSTO PANCINHA COSTA

    EXISTE ESTE ESTUDO ATUALIZADO OU MAIS RECENTE?

Deixe uma resposta para CESAR AUGUSTO PANCINHA COSTA Cancelar resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os Campos obrigatórios são marcados *

*

*